quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

JEFFERSON CAMPOS ENTREGOU HOJE A ARTE EM XILOGRAVURA DO CORDEL "O NATAL DENTRO DO CÉU"

O artista plástico, xilógrafo, Jefferson Campos entregou no início da tarde de hoje a impressão da xilogravura que servirá de capa para o cordel "O Natal dentro do Céu", de Mané Beradeiro. A figura tem dois níveis: o terrestre onde está acontecendo o nascimento de Jesus, já ladeado por Maria e José e os Reis Magos. E, na parte superior, o Céu onde está acontecendo a grande festa em homenagem a encarnação do Verbo.  Da esquerda  para a direita, o artista Jefferson Campos ilustrou o Profeta Elias,  o anjo vestido de xibão e o casal Adão e Eva.
Num salão todo dourado
Veio um anjo com  gibão
Usava chapéu de couro,
Alpercatas e cinturão,
Logo a sanfona puxou
E com voz forte cantou
Começou a animação

 Este será o 48º folheto, com a assinatura do poeta Mané Beradeiro. Próximo dia 20 já estará disponível para venda.





terça-feira, 11 de dezembro de 2018

MANÉ BERADEIRO TEM NOVO CORDEL SOBRE O NATAL

O poeta cordelista Mané Beradeiro que já tem mais de  40 folhetos publicados, brevemente estará com mais um na praça. Será o terceiro folheto  que abordará o tema do Natal. O primeiro foi lançado em 2012, com o título: "Um menino nos foi dado",  três anos depois, em 2015,  ele escreveu  "O primeiro Natal", e agora, Mané Beradeiro  nos presenteia com um cordel maior do que os anteriores, com 32 estrofes, sendo 31 escritas em sétimas e 1 décima ( assinatura MBERADEIRO). A capa e as ilustrações serão feitas por Jefferson Campos Natal-RN). A correção teve o olhar criterioso do poeta Gilberto Cardoso (Santa Cruz-RN). O título deste terceiro trabalho sobre o nascimento de Jesus é:  O NATAL DENTRO DO CÉU.

Vejamos algumas estrofes:

Naquele dia bendito,
Algo no Céu diferente,
Sentiram celestes anjos,
Em Deus, o Onipotente
Era chegado o momento
De Jesus, seu nascimento,
Neste mundo tão carente.

...

Um anjo pixotôtinho
Que de Deus não se afastava
Perguntou ao Criador,
A quem ele tanto amava:
"-Será hoje na história
A grande noite de glória
Que Isaías proclamava?"

...

Perguntei a um profeta
Que a morte não destruiu,
Se ficou o Céu mais pobre,
Pois Emanoel partiu.
Riu de mim o pregador
E disse sem ter temor:
"-Daqui ele não saiu!"

O folheto estará disponível na semana do Natal.



CEC REALIZOU HOJE A ÚLTIMA SESSÃO DO ANO


O Conselho Estadual de Cultura do RN, entidade da qual faço parte como Secretário Executivo,  fez hoje sua última sessão do ano. Após a reunião houve uma confraternização entre Conselheiros e funcionários. Após a sessão de hoje é declarado o período de recesso para os Conselheiros. Eles voltam às suas atividades no mês de fevereiro de 2019. Este ano, o CEC/RN realizou 40 sessões plenárias.

domingo, 9 de dezembro de 2018

UM BOI SEM RODAS


Monteiro Lobato conta que uma criança, filho do seu vizinho, com três anos de idade, sempre via o boi atrelado no carro de boi, com a canga. Nunca vira isolado, sempre em bloco. Qual não foi sua surpresa quando vê uma vaca na rua. Grita para para a mãe:
_Mamãe, venha ver um boi sem rodas!


sexta-feira, 9 de novembro de 2018

MEU PÉ DE LARANJA LIMA CONCORRE A PRÊMIO NO REINO UNIDO



PUBLISHNEWS, REDAÇÃO, 08/11/2018
O Cilip Carnegie Medal, um dos prêmios literários mais antigo do Reino Unido, reconhece os melhores livros infantis escritos ou traduzidos para o inglês
Dois dos mais antigos prêmios de literatura infantil do Reino Unido, o Cilip Carnegie e o Kate Greenaway Medals divulgaram os livros indicados para sua edição de 2019. Concedido pela CILIP: Instituto Chartered de Profissionais de Biblioteconomia e Informação, o prêmio é dado ao melhor livro escrito ou traduzido para o inglês e ao melhor livro ilustrado destinado às crianças e jovens. Dentre os nomes que aparecem na lista está a obra My sweet orange tree (Pushkin Chlidren's Books) (Meu pé de laranja lima – Melhoramentos), livro de José Mauro de Vasconcelos e que foi traduzido por Alison Entrekin. Em março serão anunciados os finalistas do prêmio e logo depois, as obras serão lidas por crianças e jovens através de grupos de leitura em escolas e bibliotecas públicas. Os ganhadores serão anunciados no dia 17 de junho de 2019

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

EVENTOS CULTURAIS NO RIO GRANDE DO NORTE

De 5 a  9 de novembro, no TECESOL, no conjunto Pirangi, em Natal, a Oficina de teatro "O ator em cena", das 19 às 22h, ministrada por Rogério Ferraz.
🔆
Dias 15 a 18 de novembro, a ExpoCristã, no Parque Aristófanes  Fernandes, em Parnamirim.
🔆
Dias 17 e 18 de novembro, o Congresso Educacional Expoeduc RN, no Holliday Inn, em Natal, com a participação  de Bráulio Besa, Isaque Folha, Caio Lê Blanco e Dr. Rodeando Klinjey.
🔆
De 22 a 24 de novembro, o Fest Gourmet, em Natal, no terminal de passageiros do Porto de Natal, das 18 às  0h.  Evento gastronômico  com a participação  de 12 restaurantes e terá  seminário de gastronomia.
🔆
Dias 24 e 25 de novembro, o 15° Festival Dosol, na Via Costeira, em Natal, com 54 atrações  musicais.

domingo, 4 de novembro de 2018

MINHA JABUTICABEIRA

É  preciso  ter paciência  para ver os frutos brotarem. Às  vezes os projetos não  dão  certo como planejamos. Tudo tem seu tempo, sua hora, seu momento. Há  uma força  que sabe quando deve emergir. Ela trabalha silenciosamente no interior preparando o qua vai ser flor, flor que dará  fruto, fruto que nos trará  prazer.  Vivi isso recentemente com a minha jabuticabeira. Ao comprá-la o vendedor garantiu que aos dois anos de  idade estaria frutificando. Não  aconteceu.
Dediquei-me a ela, e, à  semelhança  de Zezé, também tive diálogos sobre nós.  Falei das minhas confidências. Disse o quanto ela é  importante para mim. Não  sei bem até  onde isso foi transformador, o que posso assegurar é  que a jabuticabeira deixou de ser menina e passou a viver seus ciclos férteis.  Li para ela o poema  "Menina e Moça"  de Machado de Assis, dando ênfase  a estas duas  estrofes:

Está  naquela idade inquieta e duvidosa
Que não  é dia claro e é  já  o alvorecer;
Entre aberto o botão,  entrefechada rosa,
Um pouco de menina,  e um pouco de mulher.
...

É  que esta  criatura, adorável,  divina,
Nem se pode explicar, nem se pode entender:
Procura-se a mulher e encontra-se a menina,
Quer-se ver a menina e encontra-se a mulher!

Francisco Martins
4 de novembro  2018

sábado, 3 de novembro de 2018

A CIRURGIA DE POLLYANNA

Ela chegou lá em casa com um grave  problema, estava precisando urgentemente ser cirugiada, não  aguentaria viver daquele jeito. Confesso que tive dó. Eu a vi menina e agora, moça, com a possibilidade  de morrer tão  jovem. Seus olhos suplicaram  que eu tivesse a iniciativa de fazer algo, não  teríamos  muito  tempo. Vi- me entre a cruz e a espada, numa situação que exigia de mim força  e determinação. Entre salvar aquela vida, mesmo com o risco de ser processado por exercer um ofício para  o qual não tinha  sido formado ou vê -la morrer dentro da minha casa, em minhas  mãos, não  hesitei em optar pela primeira. Se tudo desse errado eu seria conhecido como  o homem que matou  uma jovem muito conhecida, se tudo ocorresse certo, eu não  ganharia  nenhuma fama, mas poderia contar com a certeza  de que ela ainda alegraria  muita gente.
Pensei rápido  e disse para mim mesmo: não a deixarei morrer. Farei tudo que estiver ao meu alcance.
E  preparei-me para a luta. Deitei-a sobre a mesa e sem aplicar anestesia  comecei a cortar sua coluna. Foi doloroso, mas preciso. A agulha perfurou-lhe as carnes, foi no mais profundo do seu corpo. Ela desmaiou de dor. Tive que agir rápido. Sentia uma fé  que gritava: tudo dará  certo. Avante!
O relógio  corria, o tempo não  era aliado daquela causa, e minutos depois, que me pareceram uma eternidade, finalmente eu tinha  feito tudo que podia para salvar.
Tire suas próprias  conclusões vendo as imagens da cirurgia.

Francisco  Martins
02 de novembro  2018

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

LIVROS E FOLHETOS DE FRANCISCO MARTINS ESTÃO À VENDA NA LIVRARIA CÂMARA CASCUDO


O escritor Francisco Martins/Mané Beradeiro fez parceria com a rede de livrarias Câmara Cascudo, presente em Natal e Parnamirim, que a partir deste mês de novembro venderá suas produções literárias.

As lojas da Livraria Câmara Cascudo estão localizadas nos seguintes endereços:

Natal - Avenida Rio Branco, 432, bairro Cidade Alta - telefone: 3092 2878.

Parnamirim - Avenida Brigadeiro Everaldo Breves, nº  119, Centro - Telefone:  3272 0044

Nestas duas lojas e também nas feiras de livros,  você vai poder comprar as obras do autor: livros e folhetos.

ACLA PUBLICA EDITAL PARA ELEIÇÃO DA PRESIDÊNCIA


ACADEMIA CEARÁ-MIRINENSE DE LETRAS E ARTES “PEDRO SIMÕES NETO” – ACLA
NORMAS EDITALÍCIAS
Art. 1º. A eleição para os cargos da Diretoria e Conselho Fiscal da ACADEMIA CEARÁMIRINENSE DE LETRAS E ARTES – ACLA – TRIÊNIO 2019-2021, se realizará no dia 20 de novembro próximo vindouro, em sua sede na Praça Odilon Ribeiro Coutinho, s/nº, Ceará-Mirim-RN, CEP 59.570-000, no horário corrido das 8 às 16 horas, para o preenchimento dos seguintes cargos: DIRETORIA: Presidente; Vice-Presidente; 1º Secretário; 2º Secretário; 1º Tesoureiro; 2º Tesoureiro; e Orador. CONSELHO FISCAL: três (03) membros titulares e um (01) membro suplente.
Art. 2º. Será garantida a lisura do pleito eleitoral, assegurando-se condições de igualdade às chapas concorrentes, inclusive no que concerne à propaganda eleitoral, podendo, para isso, serem nomeados fiscais que atuarão nas fases da propaganda, escrutínio e apuração dos votos.
Parágrafo Único. O voto será secreto, exercido através de cédula específica e depositado na urna previamente designada para tal fim, podendo os Sócios não residentes ou ausentes da sede da Academia, cumprir o seu dever estatuário mediante carta postada através dos Correios, ou entregue à Comissão Eleitoral, até 30 (trinta) minutos antes do encerramento da votação, em envelope lacrado e colocado em urna especial, em separado, o qual será apurado após a verificação do preenchimento das condições de eleitor, adotando-se o seguinte critério:
I - O voto será colocado em um envelope especial, isento de timbre e dizeres e devidamente lacrado;
II - em seguida será colocado em outro envelope endereçado à Comissão Eleitoral, acompanhado de uma folha de identificação do eleitor, com seus dados essenciais, a saber: nome legível, local, data e assinatura.
III - Recebida pela Comissão Eleitoral, esta decidirá sobre sua computação, tomando as cautelas necessárias para não quebrar o sigilo do voto conforme as regras aprovadas para o respectivo pleito, aplicada, subsidiariamente, a legislação eleitoral pátria, registrando todo o procedimento na ata dos trabalhos.
Art. 3º. O prazo para o registro das chapas se dará entre a data seguinte à publicação da convocação eleitoral, até o dia 13 de novembro de 2018, devendo ser entregues no endereço referido no Art. 1º ou enviado ao e-mail da ACLA.
Art. 4º. O requerimento de registro de chapa, com o nome completo dos candidatos, endereçado ao Presidente da Comissão Eleitoral, deverá estar assinado por qualquer dos candidatos que a integram, com lista contendo a anuência dos demais candidatos e acompanhado da prova de quitação dos componentes da chapa com a Tesouraria até 2018.
Parágrafo único. Verificando irregularidades na documentação apresentada, a Comissão Eleitoral notificará o interessado para que promova a regularização, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, sob pena de indeferimento do pedido.
Art. 5º. Findo o prazo para inscrições, com as eventuais diligências, a relação das chapas, com os respectivos nomes e cargos de candidatura, será publicada no Facebook da ACLA, para fins de conhecimento e eventual impugnação dos interessados.
Art. 6º. A impugnação às inscrições se dará no prazo de 24 (vinte e quatro) horas da publicação das chapas, findo o qual se decidirá, no mesmo prazo, pelo deferimento ou indeferimento das inscrições.
Art. 7º. A partir da inscrição e independente de impugnação, as chapas concorrentes podem divulgar seus programas, podendo a propaganda ocorrer até o dia 19 de novembro de 2018.
Art. 8º. A eventual propaganda negativa ou que contrarie as normas eleitorais brasileiras, poderá ser impugnada no prazo de 24 (vinte e quatro) horas fato, sob pena de não conhecimento da impugnação.
Art. 9º. A Comissão Eleitoral, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, decidirá a impugnação, devendo a decisão ser publicada na sede da ACLA.
Art. 10. Em caso de empate na votação, o desempate se fará em favor da pessoa cabeça de chapa com inscrição mais antiga na Academia. Permanecendo o empate, o novo desempate se dará pela idade da pessoa cabeça de chapa.
Art. 11. Os eleitos serão diplomados no mesmo dia da eleição e empossados no mês de março de 2019, na sede da ACLA, em sessão especial realizada em horário a definir.
Parágrafo único. O local e o horário da solenidade poderão ser alterados por motivo superior, a critério da Diretoria e devidamente divulgados.
Art. 12. Em caso de anulação ou impossibilidade de ocorrência das eleições, por motivo de força maior, a segunda eleição será realizada em 30 (trinta) de novembro de 2018, no mesmo horário e local, guardando-se a proporcionalidade dos dias do calendário dos artigos anteriores para as providências aqui permitidas.
Art. 13. Não poderão concorrer às eleições para a escolha da Diretoria da ACLA os integrantes da Comissão Eleitoral.
Art. 14. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Eleitoral.
Art. 15. A Comissão Eleitoral será dissolvida com a proclamação dos eleitos.
Art. 16. As normas deste edital entram em vigor na data de sua publicação na página do Facebook da ACLA e, facultativamente, em aviso na imprensa oficial, obedecidas, subsidiariamente, a legislação eleitoral brasileira, em vigor.
Ceará-Mirim/RN, 1º de novembro de 2018.
A Comissão Eleitoral
ROBERTO BRANDÃO FURTADO, Presidente
MÚCIO VICENTE DE OLIVEIRA, Membro
ORMUZ BARBALHO SIMONETTI, Membro

QUAL SERIA SEU EPITÁFIO?

Olá,

O mês de outubro foi cheio de atividades culturais. Não tive tempo de me organizar e programar as postagens no blog. Ainda consegui por algumas atividades nas redes sociais ( Facebook e Instagram). Mas, tentarei ainda esta semana fazer um relatório de tudo que fiz em outubro e postar por aqui.


Hoje, dia 2, é celebrado no Brasil o Dia de Finados, data atribuída a todos aqueles que já partiram. Por isso resolvi colocar temas relacionados à morte.  Sei que é um assunto do qual muita gente não quer nem ouvir falar. Eu não tenho nenhum medo da morte. E gostaria de desafiar você leitor deste blog a  escrever como seria o epitáfio que gostaria de ter em sua sepultura.

Caso não consiga postar nos comentários pode mandar para o Whatsaap (84) 8719b 4534 que eu  transcrevo para esta  postagem. Os participantes concorrem ao sorteio do livro "Canção do Canavial".
O desafio é válido até às 23h 59 m  do  dia 2 de novembro.

O meu epitáfio seria assim:

"Viveu com os livros, amou os livros e através do Livro ganhou a vida eterna"

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

ADÁGIOS SOBRE A MORTE

Bater a alcatra em terra ingrata

Bater o cachimbo

Bater a caçuleta

Dar à lonca

Dar com o cotovelo na cerca

Ir à ramada dos Guedes

Pitar macaia

Vestir paletó de madeira

Se mudar pra cidade de pé junto

A certeza da vida é a morte

A conta dos mortos quem faz são os vivos

A gente sabe onde nasce, mas não sabe onde morre

A hora é incerta, mas a morte é certa

A morte tudo nivela

A morte sempre tem uma desculpa

A morte leva os bons e deixa os ruins

Ao vivo tudo falta, e ao morto tudo sobra

A terra lhe seja leve com o Pão de Açúcar por cima

Cabelo branco é capim de cemitério

Morra Marta, mas morra farta

Morre o cavalo, a bem do urubu

Morre o homem, mas fica a fama

Mortalha não tem bolso

Morto do olho aberto, outra morte na casa

Morto o afilhado, acabou-se o compradado




DA MORTE LIVRE



imagem ilustrativa
"Muitos morreram tarde demais, e alguns demasiado cedo. A doutrina que diz: "Morre a tempo!" ainda parece singular. Morre a tempo eis o que ensina Zaratustra. Claro que aquele que nunca viveu a tempo, como há de morrer a tempo? O melhor é não nascer.
Eis o que aconselho aos supérfluos. Até os supérfluos, contudo, se fazem importantes com a sua morte, e até a noz mais ôca quer ser partida. Todos concedem importância à morte; mas a morte ainda não é uma festa. Os homens ainda não sabem como se consagram às mais belas festas."
( NIETZSCHE, Frederico. Assim falava Zaratustra. São Paulo-SP: Brasil Editora, 1957, páginas 57 e 58).










sábado, 6 de outubro de 2018

COMENTANDO MINHAS LEITURAS: VOO NOTURNO

Exupéry  o grande e conhecido escritor do livro O Pequeno Príncipe, também escreveu sobre temas relativos à sua  profissão  de aviador. Li recentemente  Voo Noturno, um romance, seu segundo livro, premiado em 1931. É  um livro que transborda solidão, mas que foi construído com maturidade mostrando a pugna daqueles que enfrentavam a fúria da natureza  para  nós trazer as correspondências  tão  esperadas. Voo Noturno foi logo considerado um bom livro pela crítica  da época,  passados 86 anos, o texto continua impactante, belo, clamando ao leitor que o encontre e descubra o que o autor quer nos dizer.  Pessoalmente achei lindo o texto das páginas 64 e 65, nas quais o protagonista é  visto e amado pela sua esposa.  Fica a dica,  conheça  mais de Exupéry.