sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

MINHAS LEITURAS 006/2012

Livro:  Retratos de Amigos
Autor: Rafael Negreiros
Coleção Mossoroense - Volume 1254
Novembro 2001
Organização e seleção de  Misherlany Gouthier
Leitura: 21 a 28 de janeiro de 2012

O livro é prefaciado pelo filho Armando Negreiros, que em seu texto já nos diz o que encontraremos nas páginas seguintes, nos trabalhos que o jornalista Rafael Negreiros deixou escrito nos jornais da Região Oeste do Rio Grande do Norte. Rafael Negreiros escrevia como um mestre da língua portuguesa, de maneira clara, objetiva, sendo senhor do assunto. Ler suas crônicas é mergulhar na história do Rio Grande do Norte, sem deixar de ter um  toque das questões nacionais e até mesmo internacionais. Um homem de cultura, comerciante, que nunca sentou num banco de universidade, mas que  com seu hábito de leitura tornou-se auditada e o primeiro Ombudsman da imprensa do Rio Grande do Norte, quiçá do Brasil. Tudo que diz respeito a Rafael Negreiros me interessa, principalmente os artigos que ele escreveu, que são fontes de cultura. Embora discorde dele no que diz respeito a existência de Deus, pois o mesmo se denominava ateu, sinto nas entrelinhas dos seus textos, que no fundo da sua alma havia uma centelha que fumegava  em chama de fé. Neste livro,  Misherlany, ornaizou e selecionou muitos artigos importantes de Rafael Negreiros. É uma obra digna para se fazer presente nas bibliotecas. Na segunda parte do livro há depoimentos de várias pessoas que conviveram com Rafael Negreiros, destaco a belíssima carta escrita por  Elizabeth Negreiros, a vúva, que soube deixar em cada letra a cor da saudade.