quarta-feira, 11 de junho de 2014

QUEM É LEIDE CÂMARA?

Foi ontem à noite, que a Academia Norte-rio-grandense de Letras deu posse a Leide Câmara, na cadeira 31. Ela sucede o escritor Pedro Vicente da Costa Sobrinho. Foi uma cerimônia que contou com a presença de amigos, familiares e principalmente muita gente ligada ao mundo da música.
Leide Câmara vem, nas palavras do jornalista Wodem Madruga, trazer "graça e harmonia à Academia". 
Mas, quem é Leide Câmara?
Nasceu em Patu - RN,  filha de Luiz Antonio de Oliveira e Luiza Câmara de Oliveira, num dia 6 de
novembro. Solteira. Sua vida estudantil teve a seguinte jornada: primário no Grupo Escolar Estadual João Tibúrcio,  ginasial no Instituto Padre Miguelinho, secundário (pedagógico) no Instituto de Educação Presidente Kennedy e graduação em educação artística com habilitação em arte cênica, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
É membro do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, pesquisadora musical, pertence a Academia Feminina de Letras do Rio Grande do Norte e é a Presidenta do Instituto Leide Câmara - Acervo de Música Potiguar-AMP.
Como professora lecionou em nove escolas e coordenou vários projetos culturais. Sempre buscando se capacitar, Leide Câmara traz em sua história nada mais nada menos do que  quarenta e três participações em congressos, encontros seminários e simpósios, somando-se a isso a sua presença em  catorze cursos de extensão universitária.
Esta riqueza  imaterial já é por si um certificado da sua imortalidade, cuja alma é repleta de sabedoria. Títulos e prêmios, oriundos desta jornada são sinais do reconhecimento que a sociedade  soube ver nesta mulher.
Como escritora publicou: A bossa nova de Hianto de Almeida, em 2010;  Dicionário da Música do Rio Grande do Norte, em 2011 e no ano passado Luiz Gonzaga e a Música Potiguar.
Se formos tratar de projetos, Leide Câmara fundou e administra o Instituto Leide Câmara - Acervo da Música Potiguar-AMP que reúne um conjunto de peças com mais de cinquenta mil m´suicas em mais de dez mil discos. Também  realizou o projeto: "Todos cantam Praeira", um cd da mais conhecida música potiguar "Serenata do Pescador" (Othoniel Menezes/Eduardo Medeiros), foi dela também o projeto  "Serenata para Natal", em 2004, etc.
Por tudo Leide Câmara é digna de estar na Academia Norte-rio-grandense de Letras.