terça-feira, 24 de janeiro de 2012

A GARRAFADA DO CRENTE

Autor: Mané Beradeiro

Foi num dia de domingo
que bateu em minha porta
um velho de barba branca
parecia uma marmota.
O homem disse assim:
-Meu nome é Dr. Motta
das plantas medicinais
conheço e dou a nota
curo tudo que é doença
a causa não importa.

O "doutor" me mostrou
uma garrafada potente
coisa feita por ele
que jura ter curado gente
com sua fórmula secreta
protegida por serpentes.
A base de tudo aquilo
vinha de uma aguardente
do Engenho Riachão,
no Vale dos Dormentes.

Ispiei aquele líquido
de coloração fechada
perguntei que nele tinha
a resposta me foi dada.
"-tem casca de Juá,
sementes de Nóz-Moscada,
Marapuana, Pitangueira,
Quebra-Pedra, Catuaba,
Cardo Santo e Camomila,
Alcachofra e Arruda.

Tem Capim-Limão,
Alecrim e Mulungu,
Dois ramos de Malva Rosa,
Angico do Cerrado e Caruru,
Eucalipto e Guajiru.
Não há nada no mundo
que a garrafada de Motta
não cure num segundo"
Assim falou o velho
de olhar tão fecundo.

Depois de ouvir tudo
eu disse ao ancião:
"-Me desculpe camarada,
não creio no seu sermão.
Tenho algo mais forte,
e não é ilusão,
tá provado pela fé
em toda região,
do Leste ao Oeste
é fonte de salvação!"

O velho ficou zangado
e foi logo dizendo:
"-Duvido que haja algo
maior, forte e tremendo!"
Com calma eu afirmei:
"-Já sei que anda perdendo
seu tempo em coisas vãs,
pois não conhece o estupendo,
do nome sem comparação,
que cura,salva, ressuscita,
do litoral ao sertão".

"-Se tiver algo assim
tão forte e poderoso
me diga sem pestanejar
onde encontro o precioso
pois minh'alma se abalou
meu espírito duvidoso
que achar este tesouro".
Eu disse: "-Você é fogoso.
Vou lá dentro buscar
o segredo tão brioso".

Quando lhe mostrei o livro
ele falou: "-não sei ler".
Garanti: "-não se aperrei.
Seu coração vai aquecer".
E me pus a explicar,
o Evangelho esclarecer.
cada palavra dita
sentia Motta tremer,
sua boca estava seca,
dei-lhe água prá beber.

Na conversa que tivemos
eu falei com segurança
Assegurei que Jesus Cristo
é a nossa esperança,
o seu nome tudo cura
é a eterna aliança.
Motta ficou balaçado
e perguntou como criança:
"-inda velho posso ter
parte em tamanha herança?"

Hoje é crente no Senhor,
crer no Sangue do Cordeiro,
na Raiz de Davi.
Anda pelo mundo inteiro.
Garrafada não faz mais
e responde bem ligeiro:
"-Água de vida eterna
é Jesus, o carpinteiro,
o Leão de Judá,
nosso grande Conselheiro".

24 de janeiro de 2012

Obs: A poesia acima não pode ser considerada um cordel, embora haja alguma semelhança. É na verdade uma poesia matuta, onde as estrofes com 11 versos, mantém uma harmonia sonora, mas não obedecem métrica de sílabas poéticas.