sábado, 20 de abril de 2013

QUERÊNCIA

Hoje, somente hoje, eu quero o cheiro desta chuva molhando a terra.
Quero vislumbrar o pássaro molhado,
o cão recolhido
o homem com frio.
Hoje, somente hoje, eu quero ter a alegria de ver
a menina  sorrindo de corpo e alma por ter sido beijada pela primeira vez.
Quero ser testemunha do do riso aberto da criança que dá seus primeiros passos.
Quero puder dizer que vi um ancião dando seu último suspiro e partindo feliz.
Hoje, somente hoje, eu quero ser amigo de todos aqueles e aquelas que abrem seus corações para mim.

Francisco Martins
20 de abril de 2013