terça-feira, 11 de março de 2014

COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO NÃO SERÁ TOMBADO

O Colégio Imaculada Conceição, instituição católica que funcionou em Natal de 1902 a 2012,  pertencente a Congregação das Irmãs Doroteias, fundada por Santa Paula  Frassinetti,  foi vendido após ter fechado suas portas.  Cinco empresas demonstraram  interesse na transação desta compra, mas que adquiriu o  imóvel  foi a UNIFACEX, cujo presidente é José Maria Barreto de Fugueiredo.
Pairava sobre o imóvel um pedido de tomabamento formulado pela Associação de Ex-Alunos e também do historiador Francisco Anderson Tavares de Lyra. Caso fosse tombado, pela atual lei estadual que rege a matéria, o comprador teria um prejuízo enorme no seu objetivo de implantar uma escola de ensino superior.
Francisco Anderson tavares de Lyra - Historiador
A Direção da UNIFACEX procurou o Conselho Estadual de Cultura, órgão consultivo, e expôs com muita propriedade o plano de ação que pretende desenvolver naquela área, visando sobretudo revitalizar a Av. Deodoro. Hoje, 11 de março 2013, data em que o processo de tombamento foi julgado pelo Conselho Estadual de Cultura, o Conselheiro Jurandyr Navarro deu parecer não favorável ao tombamento e os Conselheiros aprovaram por unanimidade a decisão do colega. Houve apenas uma abstenção no Colegiado, que foi a do Conselheiro Paulo Heider, representante da Fundação José Augusto.
 
Veja também: 
 http://www.senadinhomacaiba.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8997%3Aex-alunos-querem-que-predio-do-colegio-imaculada-conceicao-seja-tombado&catid=1%3Amais-recentes&lang=pt )