domingo, 7 de setembro de 2014

NEVINHA - A MULHER QUE ME ENSINOU A LER E ESCREVER

Ela é uma das pessoas que mais amo neste mundo, sempre que posso vou lhe dar um abraço, lembrar o quanto ela é importante para mim. Não é minha mãe, é a minha primeira professora, Nevinha, senhora de cabelos brancos, que a morte já marcou com cicatrizes na alma, levando-lhe uma filha com 23 anos e recentemente seu esposo, com quem viveu 44 anos. Uma mulher que enquanto eu respirar e ela existir vai sempre contar com meu carinho.Veja minha declaração de eterno aluno para ela em: gratidão