sexta-feira, 9 de julho de 2010

SE ELA ADIVINHASSE

"Se a areia que pisas tanto, adivinhasse quem és, vibrava toda, garanto, beijando louca, teus pés."

Trova de Antídio de Azevedo, poeta potiguar. Livro: Pirilampos, Natal, 1963, p, 127.

Imagem: wwwnosilenciodanoite.blogspot.com/2009/01/peg