terça-feira, 6 de julho de 2010

UMA VIDA ALIMENTADA COM LIVROS

Hoje eu estou mais vivido. Completo 46 anos. Se paro e contemplo o que vivi, confesso que trago em minha trajetória momentos inesquecíveis, que por sua vez, balançam o ramo do sentimento e me faz rir ou chorar.
Viver, uma arte que não se aprende nas escolas. Não há manual sobre a forma certa de curtir a existência. Algumas pessoas são capazes de externar a experiência e com elas aprendemos segredos desta velha arte de viver.
Recolhi alguns em livros, nas muitas leituras que faço, há sempre pérolas sobre o assunto. Lembro-me de Moema, mulher que não conheci, e deixou um livro"Ensina-se a Viver". Sua vida foi um cântico de louvor. Moema era gente nossa, nordestina. Se foi, como hão de ir tantas outras pessoas maravilhosas. Bem longe, se é que neste mundo cibernético ainda existam distâncias, aprendi também que nenhum sofrimento é capaz de externar um sonho. Quem me ensinou? Li Cunchin, o último bailarino de Mao. Maravilha de livro: "Adeus China". Poderia citar inúmeros, mas há um livro, ou melhor O livro, que não posso esquecer. Ele tem sido a fonte que desde a minha infância eu bebo e sempre encontro as respostas para todas as perguntas; a Bíblia é sem dúvida um livro fascinante. Tenho pena quando esculto alguns homens de cultura criticarem este livro. E entendo, pois eles, em sua maioria, ainda são apenas homens naturais. Faltam-lhes o renascer espiritual, ser nova criatura, e enquanto isto não acontecer, realmente, na sua ótica de leitura a Bíblia há de ser sempre chata e ultrapassada.
Ler é alimento que sacia o tempo e nos traz cultura, sabedoria, amplidão. É uma viagem numa dimensão entre universos. Roubam-nos bens móveis e imóveis, mas nenhum ladrão tem a capacidade de extrair de você, tudo aquilo que foi adquirido com o estudo e a leitura. Então, ao completar 46 anos eu penso que estou cada vez mais próximo do ápice existencial. E eu sempre peço ao Criador que só me leve deste mundo quando eu tiver lido os melhores livros já publicados. Hei de ser um grande contador de histórias na outra dimensão. Estou estagiando por aqui.