domingo, 7 de outubro de 2012

A ÁRVORE DA MINHA INFÂNCIA

A Tamarineira tem um simbolismo muito forte para mim. Eu a considero a árvore da minha vida, boa parte da minha infância brinquei sob a copa de uma Tamarineira, lá na Fazenda Santa Maria (Ceará-Mirim-RN). Ficava um  tempo grande criando minhas diversões, subindo em seus galhos, encantando-me com a beleza das flores que caiam e formavam um tapete sem igual. Quando chegava a época dos frutos minha mãe fazia um refresco com a polpa do tamarindo. As sementes pareciam botões. Breve retornarei à Fazenda Santa Maria para rever a árvore da minha infância, ela ainda está lá, grande, velha,altaneira, mais que secular. Aqui, na foto, fui atraído pela grande safra desta planta, onde os galhos tendem tocar o chão por causa do peso dos frutos. Eu  e a Tamarineira somos cúmplices de segredos e sonhos que somentes nós sabemos.