sábado, 2 de janeiro de 2016

MEUS PARABÉNS PARA MIM MESMO

Miguel Yeudi
Olá, começo as postagens deste ano de 2016, apresentando a vocês leitores o poeta  Miguel Yeudi, jovem que reside em Santana do Matos-RN. Hoje é o aniversário dele, e como poeta, presenteou a si mesmo com o  poema abaixo, deixando-nos  saber um pouco sobre o eu lírico.
 

Meus parabéns para mim mesmo! Porque só eu sou o que eu sou
Ninguém é pessoa como eu 
A felicidade um dia me encontrou. 
Fui criança com esperança
Adolescente calado com bonança 
Hoje sou adulto tentando o profundo
Para um mundo abstrato no escuro.
Para o trabalho preciso ter experiência 
Vejo o qual a cultura não faz colocar comida nas mesas.
E como apaixonado vivo calado
Não o tenho correspondido
Tenho um amor próprio
Do qual tanto me acho
Sou feliz pelos outros
E os outros todos são e estão vivendo seus dias chatos. 
E os outros nunca são eles
Aqueles que vêm a mim são fingidos a serem perfeitos
Nunca eles são eles mesmos.
Amei poucas vezes 8 meses e poucamente  me fizeram não amar
Porque amar é se entregar
Tudo é tão correto como ser crente.
Amo a Menina do vento
Não a considero só um momento
Pois nunca a beijei só por beijar
Com ela não seria uma pegação e sim somente amar. 
Somente deixo-a ir como pássaro
Continuarei a amando em outros verões
E no dia 2 de janeiro de qualquer ano mesmo vivo ou morto 
Estarei sorrindo ou sério sem desgosto
E se me conheceres pessoalmente
Peço só uma coisa: -me abrace fortemente! Pois minha vida é uma goiabeira com bibliotecas inteiras.