quarta-feira, 29 de junho de 2011

O HUMOR DE MANÉ BERADEIRO

Estória com Pedro Apóstolo
Hoje é comemorado o Dia de São Pedro Apóstolo. E eu como contador de histórias tenho algumas em meu acervo que envolve este personagem tão carismático da história do cristianismo. Cresci ouvindo lá na fazenda Santa Maria, os velhos contando vários causos com São Pedro. Nada certo e garantido, apenas conversa de trancoso. A primeira delas é que um dia andava pela Terra Santa (Isarel) Jesus, Pedro e Paulo. Os três chegaram numa casa de um Judeu e pediram dormida. O judeu atendeu mas foi logo dizendo:
-Vocês podem dormir aí no alpendre. Arme as redes e podem ficar à vontade. Só não permito que façam qualquer culto cristão. Pois como vocês sabem existem uns homens por aí falando de um tal de Jesus Cristo que morreu e ressuscitou. Aqui na minha casa eu não quero nem saber destas coisas. (O judeu não sabia que esses homens eram Jesus, Pedro Paulo).
Aí Pedro armou sua rede, em seguida Jesus e por último Paulo, uma rede após a outra, nesta mesma ordem. Quando foram dormir Jesus falou:
-Não podemos deixar de orar. Vamos orar!
Pedro argumentou:
-Mestre, o Senhor não ouviu o que o judeu falou?
-Ouvi sim Pedro, mas assim mesmo vamos orar.
Quando começaram a orar. O judeu saiu de dentro de casa com um chicote feito de cipo de boi, curtido. Os três, imediatamente fecharam-se em suas redes. O judeu sentenciou:
-Eu avisei. Para não ficar de graça minha vinda até aqui eu vou dar umas chicotadas neste da primeira rede (PEDRO).
E tome surra! O judeu regressou ao seu quarto. Jesus falou:
-Vamos continuar a orar ...
Pedro , cheio de listras, mas parecendo uma zebra vermelha. Disse:
-Com uma condição, eu troco de rede com o Senhor.
Jesus aceitou. Retomaram a oração. De repente escutaram a portão da frente rangindo. Era o judeu que voltava mas furioso ainda com o cipó de boi nas mãos.
-EU NÃO DISSE QUE NÃO QUERO ORAÇÃO AQUI EM CASA! AGORA QUE ESTE AQUI DA PRIMEIRA REDE JÁ APANHOU, VOU CHICOTEAR O SEGUNDO ( era Pedro de novo).
E tome chibatadas no lombo! Pedro gritava, o Mestre orava silenciosamente e Paulo, por sua vez
fortalecia o irmão falando baixinho:
-Aguenta Pedro, tudo pelo Evangelho.
Depois desta segunda surra, Pedro olhou para Paulo e falou:
-Meu lombo tá todo encalombado, até parece que eu entrei num roçado de urtigas. Vamos trocar de lugar. Venha prá que eu vou pra ir.
Paulo aceitou a proposta. Jesus mais uma vez convidou os companheiros a orarem.
Pedro tremia nas bases, mas mesmo assim orou. Até que então, desta vez, veio o dono da casa, o tal judeu, saindo pelas portas dos fundos, mas brabo que das outras vezes. Não falou nada, simplesmente levantou a mão com o cipó de bói e quem foi que ele pegou? Quem? Pedro claro! Lá na terceira rede. Deu-lhe uma surra que o coitado do Apóstolo ficou chamando Jesus de Genésio e Paulo de Pílula. E assim os três foram expulsos da casa do judeu naquela noite e passaram a dormir sob uma milenar oliveira. PASSOU PERNA DE PINTO, PASSOU PERNA DE PATO, SEU REI DISSE QUE CONTASSE VINTE E QUATRO.