segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

TORPEDO DE MANÉ BERADEIRO 005/2016

O cabra que vender um objeto e aí aparece um possível comprador, que olha pra cá, olha pra lá, pega no objeto, fica calado,  e você doidinho para que ele diga que gostou do objeto. E o cara  calado, fechado que só ovo. Aí, quando menos espera o sujeito resolve falar:
-Poderia até comprar, mas tá sujo, não é da cor que eu queria, etc.
Na verdade o que ela tá fazendo é botando defeito na peça.  Trabalhando com o cérebro para que você concorde com ele e baixe o preço. Por isso o povo diz: "Quem desdenha quer comprar".  Esta prática não é de hoje, é tão antiga quanto o uso do urinol. O Rei Salomão, autor de Provérbios  registra:“Nada vale, nada vale, diz o comprador, mas, indo-se, então se gaba” Pr 20:14