terça-feira, 24 de maio de 2016

CURIOSIDADE DA LITERATURA POTIGUAR

"Do berço à tumba  há um caminho
Que todos tem de transpor
De passo a passo um espinho
De légua em légua uma flor"

Belmiro Braga 




João Leopoldo da Silva Loureiro, promotor público, natural da Paraíba, foi o grande amor da poeta Auta de Souza. Faleceu três anos antes de Auta. Dizem que foi por causa do final deste namoro que a poeta resolveu mudar o nome do livro "Dálias" para "Horto". Auta morreu em Natal, na madrugada de 7.02.1901, com 24 anos, 4 meses e 26 dias.  Seus restos mortais foram transladados do Cemitério do Alecrim para a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Macaiba-RN, no ano de 1906.