quinta-feira, 11 de agosto de 2016

IGNÁCIO DE LOYOLA ESTARÁ HOJE À NOITE NA FLIPIPA

O grande homenageado deste VII Festival Literário da Pipa é o escritor Hélio Galvão, escritor que se vivo fosse estaria completando 100 anos de nascimento em 2016.  Nesta, quinta feira, Hélio Galvão será tema de uma mesa redonda com a presença de Vicente Serejo, Wodem Madruga,  Marcelo Alves, Andreia Galvão e  Winnie Knox.
Hélio Galvão
Em seguida terá às 20 h uma mesa com o tema sobre as HQs Reiventam a Literatura,  com Márcio Benjamim, Leander Moura e Milena Azevedo. E fechando a noite, Ignácio de Loyola Brandão, nos presenteia com seu carisma e suas histórias.

"Vencedor do Prêmio Machado de Assis 2016 (Academia Brasileira de Letras), Ignácio é um dos mais destacados autores da chamada “geração 70”. Lançou 42 livros de contos, crônicas, literatura infanto-juvenil e romances, traduzidos para mais de dez idiomas. Escritor polivalente, dá preferência ao romance, mas escreve sobre diversos assuntos. Viajante, escreveu relatos sobre lugares que visitou em suas andanças literárias.
Jornalista desde os 15 anos, alcançou sucesso em âmbito nacional como escritor com o romance Zero (1975) – proibido no Brasil até 1979, o livro foi editado primeiro na Itália. Em 1987, desiludido com o papel revolucionário da literatura, deu uma parada para balanço; retornou à ficção somente em 1995, com O anjo do adeus.
Principais obras: Bebel que a cidade comeu; Zero: romance pré-histórico; Não verás país nenhum; Cabeças de segunda-feira; O beijo não vem da boca; A rua de nomes no ar; O homem do furo na mão e outras histórias; O homem que espalhou o deserto; Os melhores contos; O anjo do adeus."