domingo, 19 de novembro de 2017

REVISTA DA ACLA JÁ É UMA REALIDADE NO MEIO LITERÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE

Foi na noite de ontem, 18 de novembro, que a Academia Ceará-mirinense de Letras e Artes - ACLA - Pedro Simões Neto celebrou seus 7 anos de fundação e lançou o primeiro número da sua revista. Um periódico semestral, com qualidade editorial e conteúdo repleto de artigos, crônicas, contos, poesias, ensaios, necrológios, etc,  sobre o mundo literário  de Ceará-Mirim, o Rio Grande do Norte e o Brasil. A ACLA  tem atualmente 30 cadeiras e ao longo desses  7 anos de existência já registra 34 membros, dos quais 4 já partiram, são eles: Lúcia Helena Pereira, cadeira 4,  José Eduardo Vilar Cunha, cadeira 6,  Pedro Simões Neto, cadeira 20 e Francisco de Assis Rodrigues, cadeira 21.



Sobre a Revista da ACLA escrevo com orgulho e alegria, primeiramente como já disse acima, bela beleza gráfica, nada deixando a desejar em relação às outras revistas das instituições do Rio Grande do Norte, os editores Gustavo Sobral e Joventina Simões, bem como o Conselho Editorial estão de parabéns. A participação dos  Acadêmicos é um registro à parte, fenomenal. A ACLA conseguiu nesse primeiro número que dos 40 textos presentes na revista, 34 são assinados pelos seus imortais. É importante saber que do rol de membros atuais, somente 3 não estão com textos na Revista da ACLA.


A quarta capa da revista  traz a imagem de uma pintura, dando assim espaço àqueles que também são acolhidos pela ACLA.  Desta feita, a homenageada foi Sayonara Montenegro Rodrigues. Eu, também dei minha singela participação escrevendo sobre o patrono de uma das ruas da minha infância. A Revista da ACLA não é doada, mas sim vendida ao preço de R$ 10,00 (dez reais). Interessados  e colecionadores podem entrar em contato comigo que forneço os contatos dos responsáveis.

Francisco Martins