domingo, 5 de janeiro de 2014

CABEÇALHO

O poema esteve onde sempre estive:
ao alcance  da mão,
sob todos os passos,
o poema vive.


Melo, Paulo de Tarso Correia de. Diário de Natal. Mossoró: Sarau das Letras, 2013. p. 9