quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

CORDEL DE MARCIANO MEDEIROS PASSA A SER O MAIOR DO RIO GRANDE DO NORTE



“Câmara cascudo – arquiteto da alma nacional” é o mais recente folheto do  cordelista Marciano Medeiros. A obra foi lançada dia 30 de dezembro, por ocasião dos festejos dos 115 anos do nascimento de Câmara Cascudo, no Ludovicus,  instituto que leva o nome do folclorista.
O folheto é formado por 160  estrofes, num total de 960 versos, sempre no formato de sextilhas abertas, isto é, axbxcx, onde os versos pares (x) rimam.  Marciano conseguiu superar o cordel “A Tragédia de Nyenburg”, que tem 153 estrofes e 918 versos escritos por Manuel de Azevedo. Agora, o maior cordel do Rio Grande do Norte pertence ao poeta Marciano Medeiros.
São 32 páginas, portanto um romance, no qual o poeta nos conta a história de Câmara Cascudo, desde o seu nascimento até a data do seu encantamento.
Li e reli a obra e posso assegurar que Marciano Medeiros trabalhou com maestria nesta sua produção.  Os versos estão em redondilha maior, também conhecido por heptassílabo, conforme mostra a escansão da primeira estrofe.

Vou/  des/ cre/ ver/ nes/ te / LI  (vro)
  1       2     3      4     5     6    7
Um/  no/ bre/ con/ fe/ ren/ CIS   (ta)
1        2      3    4     5    6     7
Et/ nó/ gra/ fo/ com/ pe/ TEN (te)
1    2     3    4    5       6     7
a/  lém/ dis/ so/ fol/ clo/ RIS (ta)
1    2        3   4    5     6     7
O/ ra/ dor/ re/ qui/ si/ TA  (do)
1   2     3    4    5    6    7
Com/ ver/ ve/ de/ jor/ na/ LIS  (ta)
 1         2     3   4   5     6    7

Parabéns ao poeta Marciano Medeiros.