sábado, 9 de dezembro de 2017

AS HORAS DO NORDESTINO



"As horas tinham outros nomes"

Câmara Cascudo

Uma hora da madrugada ..... primeiro canto do galo
Duas horas da madrugada .....segundo cantar do galo
Três horas ........madrugada
Quatro horas .....madrugadinha ou amiudar do galo
Cinco horas....quebrar da barra
Seis horas....sol fora
Sete horas ....uma braça de sol
Oito horas.....sol alto
Nove horas....hora do almoço
Dez horas....almoço tarde
Onze horas....perto do meio-dia
Doze horas.....pino ou pingo do meio -dia
Treze horas....pender do sol
Catorze horas....viração da tarde
Quinze horas ....tarde cedo
Dezesseis horas....tardinha
Dezessete horas....roda do sol para se por
Dezoito horas ....por do sol ou ao sol se por
Dezenove horas.... aos cafus
Vinte horas....boca da noite
Vinte e uma horas....tarde da noite
Vinte e duas horas ....hora da visagem. Noite velha
Vinte e três horas....perto da meia-noite. Frio, o frião da noite
Vinte e quatro horas ....meia-noite

Referência

CASCUDO. Luis da Câmara.  Tradições populares da pecuária nordestina. 1ª edição. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura,  1956. 90 páginas