quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O PRIMEIRO NATAL

Autor: Mané Beradeiro

  
JESUS NASCEU EM BELÉM
ISSO É FATO CONSUMADO
SEM TER PLANO DE SAÚDE
VEJAM SÓ O RESULTADO
MARIA SENTINDO AS DORES
JOSÉ TODO APERRIADO!

BATERAM TODAS AS PORTAS
BUSCANDO UMA SOLUÇÃO
QUANTO MAIS ELES PEDIAM
MAIS OUVIAM DIZER NÃO
E MARIA SENTINDO DORES
GEMIA DE AFLIÇÃO.

ESSA CENA SE PASSOU
NA CIDADE DE DAVI
NARRADA NOS EVANGELHOS
NÃO  ME DEIXA MENTIR
CANSANDOS DE UMA VIAGEM
ESTAVAM LÁ  PARA CUMPRIR

ORDEM DO IMPERADOR
QUE QUERIA REUNIR
CONTAR A POPULAÇÃO
E FAZER O CONFERIR
MOSTRANDO A SUA FORÇA
SOMENTE PRA EXIBIR.
  
NAQUELE TEMPO DISTANTE
MARIA SE ESQUECEU
NÃO FEZ O CHÁ DE BEBÊ
NEM TAMBÉM PERCEBEU
QUE INDO PARA BELEM
PROFECIA ASSIM SE DEU!

VOU SAIR DO QUE É HUMANO
E ENTRAR EM OUTRO PLANO
VESTIR ROUPA DE POETA
OUVIR SINOS E PIANO
MOSTRAR PARA ESTA GENTE
O NATAL DAQUELE ANO!

JOSÉ OLHAVA  MARIA
MARIA SENTIA JOSÉ
EM CIMA DE UM JUMENTO
CONTRAÇÃO FINCAVA PÉ
SOFRIA AQUELE CASAL
DA CIDADE NAZARÉ. 
        
FOI AÍ QUE ACONTECEU
PRESTEM MUITA ATENÇÃO
JOSÉ PUXAVA O JUMENTO
NUMA GRANDE AFLIÇÃO
QUERENDO DAR A MARIA
UMA CAMA COM COLCHÃO.

A NOITE TINHA CHEGADO
A RUA ‘TAVA DESERTA
NAQUELE VENTO TÃO FRIO
UMA COISA ERA CERTA
O MENINO NASCERIA
ESCUTEM  BEM O POETA!

 JUMENTO ABRIU A BOCA
E FALOU COM PRECISÃO:
-JOSÉ MANTENHA-SE FORTE
VOCÊ,  SOZINHO, TÁ NÃO,
MARIA RESPIRE FUNDO
E VAMOS À SOLUÇÃO.

VOU LEVAR  VOCÊS ALI
NA COCHEIRA DA ESTRADA
O FRIO VAI FICAR FORTE
E NÃO ME PERGUNTE NADA
TÔ FALANDO PORQUE DEUS
ME DEU ESTA EMPREITADA.

JOSÉ QUASE FICA MUDO
VENDO JUMENTO FALAR
NA BARRIGA DE MARIA
O MENINO A SALTAR
ERA O SINAL BEM CLARO
QUE  NATAL IA CHEGAR.

O JUMENTO NA COCHEIRA
FEZ A APRESENTAÇÃO
DIZENDO AO BOI  CEVADO
QUE ALI ESTAVA ENTÃO
A FAMÍLIA TÃO SAGRADA
QUE TRARIA SALVAÇÃO.

O BOI DISSE: -PODEM ENTRAR
HÁ PALHA  PRA SE COBRIR
LOGO CHEGAM AS OVELHAS
E ESQUENTAM ISSO DAQUI
COM O PELO TÃO MACIO
QUE NÃO DÁ PRA RESISTIR.

O GALO APARECEU
E DISSE: -VOU AJUDAR
FICAREI DE SENTINELA
PARA NINGUÉM PERTUBAR
POIS VEJO QUE A MULHER
TÁ PRESTE A DESCANSAR.

UNS BALIDOS SE OUVIU
NAQUELA  NOITE ENTÃO
AS OVELHAS TÃO  CHEGANDO
COM GRANDE ANIMAÇÃO
JÁ SABE A NATUREZA
DA MAIOR ENCARNAÇÃO.

UM CORDEIRO DESTINADO
NASCERIA NA COCHEIRA
AS OVELHAS ESQUENTARAM
MARIA  NOITE INTEIRA
O JUMENTO MANDOU JOSÉ
FAZER LOGO UMA FOGUEIRA.

A NOITE SE FEZ TÃO LINDA
O CÉU  DE ROUPA TROCOU
A PRÓPRIA VIA-LÁCTEA
SEU BRILHO ACENTUOU
POIS TUDO NO UNIVERSO
CANTOU PARA O SALVADOR

NAQUELE TETO RURAL
SEM PAREDES, SEM PORTAL
MARIA TROUXE À LUZ
O MAIOR, FENOMENAL,
JESUS NA MANJEDOURA
CURA PRA TODO MAL.

ANJOS DESCERAM DO CEU
NA MAIOR ALEGORIA
GALO CANTOU COMO NUNCA
CORDEIRO ENTÃO, BALIA
JUMENTO FELIZ DA VIDA
BOI COM GRANDE ALEGRIA

TUDO ISSO SE PASSOU
NA COCHEIRA DA ESTRADA
FOI ASSIM QUE ME CONTOU
ESSA CENA BEM NARRADA
MEU AMIGO  ANANIAS
HERDEIRO DA  JUMENTADA.

MUITOS SÉCULOS DEPOIS
JESUS PEDE PRA NASCER
NO CORAÇAO DOS HOMENS
PARA O MUNDO AQUECER
ENCONTRA PORTA FECHADA
E NÃO CANSA DE BATER

CADA HOMEM TEM RIQUEZAS
MAS JESUS NÃO QUER SABER
A ELE BASTA O CAPIM
QUE VOCÊ SEM PERCEBER
CARREGA NA SUA ALMA
FONTE QUE LHE DÁ PRAZER

TERMINO ESTE CORDEL
COM TAMANHA LOUVAÇÃO
AOS BICHOS QUE SOUBERAM
TER AMOR E MAIS RAZÃO
AO GALO QUE ANUNCIOU
JESUS NOSSA SALVAÇÃO!

Natal –RN, 03 de novembro de 2015