terça-feira, 6 de setembro de 2016

A LÁGRIMA DE ORENY

O meu amigo poeta Oreny Jr teve o coração partido a semana passada com o falecimento do seu papagaio. Foi visitá-lo exatamente no momento em que a criatura estava partindo. Presenciei a cena. Toda a família triste, chorando pelo ato da morte que tragou a vida de uma ave naquele lar, onde durante dezoito anos semeou alegria. Aquela imagem do rosto triste, lavado de lágrimas, ficou na minha mente solicitando um poema. Fi-lo, sem a pretensão de ser grande.

A LÁGRIMA DE ORENY ERA VERDE
COM NUANCES AZUL E AMARELA
EU VI A LÁGRIMA ESCORRENDO
E MOLHANDO TODA A SUA ALMA
QUANDO O POETA CHORA
CAEM ESTRELAS
A LÁGRIMA VERDE PARTIU
SÓ DEUS SABE COMO ORENY RESISTIU

* * *

Dele recebi a linda frase: "...ESTOU À PROCURA DE CHÃO, JÁ QUE AS ASAS ME LEVARAM"