quarta-feira, 7 de setembro de 2016

O HUMOR DE MANÉ BERADEIRO - ELEIÇÕES III


Escutei no ônibus o seguinte diálogo:
-Esse ano eu não voto nem a pau. Votar nestes vigaristas, corruptos, nunca mais!
-Eu também. A gente comendo o pão que o diabo amassou e eles comendo na mão, igual a galo de briga, enquanto a gente se acaba igual a pirulito na boca de menino. Voto não.
-Dá a mulesta, mas não voto. Vou rasgar até o meu título.
-E quer saber de uma coisa? Anote aí: Governo, rio cheio e pomba dura só servem pra arrombar a gente.