quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O HUMOR DE MANÉ BERADEIRO



Quantas mulheres você conhece que mora em Natal e já teve a oportunidade de ter nas mãos os testículos do Governador? PELAS CARIDADES, NÃO PRECISA RESPONDER!
Mas, quando Natal era uma cidade pequena ( início dos anos 40), e o Estado tinha como interventor o Dr. Rafael Fernandes, existia nesta cidade uma mulher por nome SIMOA. "Simoa era preta, comprida, tipo lazarina" escreveu Augusto Severo Neto.
Pois bem, numa tarde, como de costume, Rafael Fernandes desceu à Rua Chile e foi visitar a firma Fernandes & Cia, que pertencia aos seus familiares. De longe, acompanhava o ajudante -de-ordens, um capitão da polícia militar. E lá vinha Dr. Rafael Fernandes, trajando um terno de linho branco, chapeu de massa e fumando um charuto.
Quando Nezinho Fernandes, seu parente, que estava conversando com Simoa, percebeu a aproximação do Dro. Rafael, ele, Nezinho, propôs a Simoa a quantidade de 20 pratas para que em troca ela arrrochasse os "documentos" de Rafael Fernandes. Simoa aceitou o desafio e partiu para executar a missão confiada.
O Interventor ficou a ver navios na Rua Chile, encurvado com a dor nos tésticulos e o ajudante- de -ordens procurando debalde a louca Simoa que já estava longe com as 20 pratas. Enquanto isto, Nezinho ria acocorado na porta da sua firma, ria de forma descontrolada.

Causos da nossa cultura. Colheita de Mané Beradeiro.

Fonte Livro: " de Lírico e de Loucos" , de Augusto Severo Neto, página 17 e 18. Ed. Clima. 1ª Ed. 1980.