quinta-feira, 1 de abril de 2010

APRESENTAÇÃO


"Minha mala é de MOSSORÓ, meu chapéu veio de CAICÓ, as alpragatas são de ACARI, a calça de JARDIM DO SERIDÓ. A camisa é de NATAL, o cinturão de MACAIBA, a ceroula, branca veio de APODI.
Os causos que vou contar são todos mesmos daqui. Falo de Zé Areias, Malazartes potiguar. Lembro Luis Tavares, o gigante de Natal, resgato Zépraxedis, poeta nacional, declamo Renato Caldas, o bardo sem igual.
Dos que ainda não foram para São Sarauê apresento Antonio Francisco, Luiz Campos e Kydelmir. Zé Saldanha é bem vindo. Bob Motta e Myriam são amigos de Mané. E longe daqui também tem Geraldo Anízio, poeta e professor, homem que mora no Norte e tem muito valor.
Se assentem meus compadres, se aprocheguem minhas comandres. Abram as oiças e escutem as loas que vou conta. Mané Beradeiro garate que voismicês vão gostar."

(poesia de abertura da apresentação do show de Mané Beradeiro)