quinta-feira, 8 de abril de 2010

LIESEL MEMIGER X AUTA DE SOUZA. QUEM VIU MAIS A MORTE?



Liesel Meminger, lembra-se dela? Não! è a personagem principal do livro de Markus Zusak, A menina que roubava livros". Ela, Liesel soube que aqui no Rio Grande do Norte tem uma outra" pessoa que também encarou a morte várias vezes. Decidiu conhecê-la.
Procurou-me, sabendo que eu, Francisco Martins, sou um apaixonado pelos escritores potiguares. Perguntou-me: -Onde posso encontrar a mulher que encarou a morte várias vezes?
Respondi: -Posso levá-la até sua residência, ela já morou em Macaiba, Recife, andou por algumas cidades do Rio Grande do Norte e Paraíba, aqui em Natal residiu no Bairro Vermelho, mas atualmente mora na Rua Nova (antes que eu esqueça, retrocedemos no tempo, estamos em 1901).
Liesel caminhou comigo pela Rua Nova, que depois há se ser Avenida Rio Branco. Chegamos a casa de Auta de Souza. Fomos recebidos com um sorriso que mais parecia uma expressão angelical. Auta estava enferma, sofria de tuberculose desde os 14 anos. Apresentei Liesel e fiquei a distância ouvindo a conversa das duas. Liesel contou que já tinha visto a morte várias vezes. Auta preguntou quantas. Ela respondeu: -Quando levou meu irmão, quando veio ceifar a vida de um piloto e ... Liesel ainda queria falar quando Auta olhando para ela disse: -Minha experiência com a morte começou muito cedo, ela levou minha mãe quando tinha três anos, dois anos depois ceifou a vida do meu pai. Fomos para Recife, eu e meus irmãos com vovó Didinha. A morte também chegou lá e de forma trágica levou meu irmão Irineu. Não satisfeita tragou também meu avô Paulo. Como vê Liesel, eu sou bem íntima desta eterna namorada da vida. Vi muitas criancinhas sendo por ela levadas. Realmente, a morte não me causa medo, mas reflexão.
Liesel saiu dali com a certeza que Markus Zusak, seu criador, deveria ter colocado o nome da personagem de Auta. Teria sido muito mais real e merecedor. Ah! Liesel roubou de Auta um exemplar do "HORTO".