sábado, 29 de setembro de 2012

PARA NÃO ESQUECER UM GRANDE HOMEM

Nasceu a 22 de setembro de 1884, na cidade de Caicó-RN, sendo seus pais o professor Manoel Augusto Bezerra de Araújo e D. Cândida Olidina Medeiros. Fez os estudos primários nas cidades de Caicó, Acari e Natal, tendo como preceptores em Caicó, a sua mãe D.Cândida, Do. Maria Leopoldina de Brito Guerra e Manoel Hipólito Dantas, em Natal, D. Adelaide Câmara e José de Amorim Garcia, e em Acari, onde concluiu o curso em 1896, Tomaz Sebastião de Medeiros.
Fez o curso secundário ou ginasial em Natal, no Ateneu Norte Riograndense, de 1897 a 1900, Fez o curso jurídico na Faculdade de Direito de Recife, entre 1901 e 1905. No dia 1 de dezembro de 1905 recebeu o grau de Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, sendo orador de sua turma. Em 1906, logo depois de formado, foi nomeado professor de História Geral do Brasil, no Ateneu Norte Riograndense. Em 1908 lecionou Geografia também neste mesmo colégio e em 1910 foi seu Diretor. Em 1911 foi Juiz de Direito da Comarca de Caicó, no ano seguinte Chefe de Polícia no Estado do Rio Grande do Norte, e em 1913 Deputado à Assembleia Legislativa do Estado e líder da mesma bancada. Em 1914 foi Secretário Geral no Governo de Ferreira Chaves. De 1915 a 1923, Deputado Federal, em três legislaturas sucessivas. Casou no Rio de Janeiro, em 1 de setembro de 1917 com D. Alice Godoi Bezerra de Medeiros. Governou o Rio Grande do Norte de 1 de janeiro de 1924 a 31 de dezembro de 1927. Foi Senador Federal completando o mandato de Juvenal Lamartine. Foi membro de inúmeras instituições culturais, entre elas o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte e a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras. Escreveu vários livros, foi diretor de revistas no Rio de Janeiro.