quinta-feira, 23 de março de 2017

AS PRENDAS DO RECATO QUE OS ANOS NÃO TRAZEM MAIS / O VESTIDO

Quando ela tirou o vestido
estampado de flores,
os seus braços erguidos me deram
(a saia godê lhe recobria o rosto)
a explicação da primavera humana.
Livre da peça que recobre e atrai,
demorou  a mão delicada
sobre a alça que lhe descia
do ombro, não lembro o lado.
Demorou a mão,
a alça fina entre os dedos.

(continua na postagem de amanhã)

Thiago de Mello