sexta-feira, 26 de junho de 2009

CONTEMPLAÇÃO


Contemplar uma mulher é uma arte.
A mulher não deve ser olhada de forma brusca, mas detalhadamente.
Poucos homens sabem contemplar uma mulher.
Uma vez tendo-a diante dos seus olhos, não tenha pressa, veja-a à distância, mesmo que esta seja mínima, mas contemple a mulher.
Mulher que não trai sua origem, sua feminilidade, sua vocação, seu ser é por assim dizer um santuário, um templo, um oásis, onde homens buscam e encontram seu querer. Torne-se sacerdote deste lugar sagrado, deste solo acolhedor, deste altar de amor.
Contemplar uma mulher vai muito mais além que olhar.
É preciso saber metrificar os gestos, as palavras, a voz. Elas são muitas vezes ariscas e se não soubermos nos aproximar corremos o risco de conspurcar o momento da contemplação.
Contemplar uma mulher é exercício para toda a vida e uma vida inteira. Não se aprende nos liceus, não se ensina no seio das famílias, é algo próprio, tão seu, cada homem tem sua arte, seu estilo e elas, as mulheres escolhem a quem abençoar.

06 de março de 2008