domingo, 28 de junho de 2009

O CHÁ DE QUEBRA-PEDRA



O casal estava dormindo. Ele num sono pesado, intenso e profundo. Ela nem tanto, sentia dores e só conseguia pequenos cochilos, os rins a incomodavam.
Aos poucos as dores foram aumentando, ela não suportaria, chamou o marido:
__ Meu bem, acorde estou sentindo dores.
E o marido permaneceu inerte, parecia uma pedra. Ela usa o cotovelo nas costas do marido e o chama novamente, desta vez mais alto.
__ Amado acorde, está me dando um negócio.
__ Receba! Falou ele.
__ É um negócio ruim...
__ Devolva. Aconselhou.
A mulher perde a paciência e o joga da cama para o chão.
__ Levanta imprestável, vá fazer um chá para mim que estou com dores nos rins. Falou isto já lacrimejando.
__ Chá de que? Quis saber o marido, espreguiçando-se.
__ De Quebra-Pedra, lá no quintal tem.
E lá foi o marido batendo nos móveis, tateando pelas paredes até chegar a cozinha e acender a lâmpada. Pôs água no fogão para o chá, e indo ao quintal viu várias plantas. Qual delas seriam Quebra-Pedras? Não ousou perguntar, lançou mão da primeira que alcançou e fez o chá.
A esposa tomou e com pouco tempo estava nos braços de Morfeu, dormindo. O dia amanhece ela levanta-se para os afazeres domésticos, e tão logo chega à cozinha tem um susto.
__ Marido, onde está o Quebra-Pedra que você fez chá prá mim?
__Em cima do fogão, dentro do coador.
E lá vinha ela, com um quente e dois fervendo, para cima do marido, despejando tudo que é palavras obscenas e adjetivos imprestáveis.
__Você queria me matar desgraçado, você nem sequer saber o que é Quebra-Pedra e fez chá de erva daninha para mim... Eu vou processar você por danos físicos se eu voltar a sentir alguma coisa hoje....
E o marido, com a calma de um monge. Respondeu no equilíbrio que vinha mantendo aquele casamento há mais de oito anos.
__ Veja pelo lado bom. Posso ter errado no chá, mas sua fé foi tão grande, tão intensa e verdadeira que você dormiu e não sentiu mais dores. E afinal, o que é Quebra-Pedra mesmo?
A mulher respondeu quebrando o cabo da vassoura em sua cabeça.

Moral do conto: não peça para seu esposo fazer chá de Quebra-Pedra. Use o 0800 da farmácia, é mais seguro.