segunda-feira, 25 de abril de 2016

TORPEDO DE MANÉ BERADEIRO 017/2016



"Quando um não quer, dois não brigam" foi esta a frase que  Dona Cotinha falou para Lorena que sofreu violência verbal por parte de outro vizinho. Tudo por causa de política, de partidarismo fundamentalista que vivemos no atual momento brasileiro. Dona Cotinha  lembrou que o silêncio também é uma resposta. Lorena foi convidada para entrar e tomar uma garapa bem forte de açúcar para acalmar os nervos. Enquanto Dona Cotinha  preparava o calmante, Olavo, aproveitou a ocasião e falou para a jovem: -Fez bem em nada dizer, agindo assim cumpriu o que diz Tiago 1:19: "Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar."